27
05
--------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Nina Dobrev e Julianne Hough concedem entrevista a Forbes.
publicado por: Nina Dobrev Brasil

Nina Dobrev e sua melhor amiga, Julianne Hough lançaram uma marca de vinhos e com isso veio a divulgação, uma delas foi uma entrevista para a Forbes Magazine, e nós traduzimos para vocês, confira abaixo:

Nina Dobrev e Julianne Hough compartilham suas dicas para pedir vinho durante as viagens

Julianne Hough e Nina Dobrev são como típicas melhores amigas; elas saem com frequência, estão lá uma para a outra durante os momentos difíceis e adoram viajar juntas. Mas nem todas as melhores amigas têm a chance de lançar uma marca de vinho juntas. A dupla dinâmica lançou recentemente o Fresh Vine Wine, um vinho premium com baixo teor de carboidratos, poucas calorias, sem glúten, Keto e vegano, produzido em Napa, na Califórnia. E embora houvesse vários motivos para iniciar o empreendimento conjunto, a inspiração principal foram as experiências de vinho que compartilharam em todo o mundo. Pude conversar com Hough e Dobrev sobre algumas de suas memórias de viagem favoritas, o que está em suas listas de vinhos e as dicas para pedir vinho no exterior.

FORBES: Por que você não começa me contando um pouco sobre o vinho e como ele surgiu?

NINA: Bem, Jules e eu somos amigas há muito tempo, passamos por altos e baixos pessoais e estivemos presentes uma para a outra durante todo o processo – geralmente com uma taça de vinho na mão. Depois de anos tramando e brincando sobre criar nossas próprias coisas, decidimos tomar medidas para fazer. Foi uma transição muito divertida, uma nova fase para vivenciarmos juntas.

FORBES: Já existe muito vinho no mercado. Como o seu é diferente?

JULIANNE: Queríamos que a amizade e a conexão estivessem no centro disso. Percebemos que beber sozinho é bom, mas quando você experimenta com outra pessoa, você cria memórias, e a vida é feita de memórias. No lado comercial, há um grande espaço em branco. Muitas pessoas querem beber vinho e ter essas experiências, mas estão tendo ressaca no dia seguinte ou simplesmente não se sentem bem. Então, foi quando pensamos, OK, vamos descobrir uma maneira de encontrar esse espaço entre os extremos de vinho premium e vinho de baixa qualidade, baixo teor de calorias e baixo teor de carboidratos. Então, esse foi o segundo ponto. Então, o terceiro ponto foi a acessibilidade. Queremos apenas que as pessoas sintam que pertencemos. Esses para mim foram os três marcadores: amizade, criação de memórias, a abordagem totalizante de não se sentir culpado e, então, é claro, o sentimento de pertencer. Esta é uma oportunidade de criar mais uma missão por trás de beber vinho.

FORBES: Como você escolheu a cidade de Napa para produzir o vinho?

NINA: Nós viajamos muito, é claro. Mas este último ano foi um pouco complicado por razões óbvias. Mas nós fizemos uma viagem não faz muito tempo de volta a Napa para finalizar nossa rosa. Esse é outro exemplo de experiência compartilhada – ir lá e ir aos vinhedos trabalhar com Jamie Whetstone, que é nosso enólogo, nos ensina muito.

FORBES: Você tem alguma lembrança particular de vinho favorito de suas viagens?

JULIANNE: Já estive na Toscana e em Montalcino, experimentei todas as degustações de vinho daquela região. Borgonha na França e Bergen. Já estive em Latour, o que foi uma loucura. Para poder experimentar esse tipo de sofisticação, você se sente muito intimidada. É por isso que acho que Nina e eu estávamos realmente animadas para trazer o nível de sofisticação do luxo premium – especialmente para pessoas que não puderam ter essas experiências, mas podem obter o mesmo toque aspiracional, e todos foram incluídos.

FORBES: Nina, quais são algumas das suas experiências com vinho favoritas nas suas viagens?

NINA: Jules e eu fomos juntas para a África do Sul. Provamos seus vinhos e os vinhedos são incríveis e aprendemos muito por lá. Minha mãe mora na França e eu costumava ir muito para a França quando era criança. Portanto, o sul da França, Bordeaux, Avion, Exon Provence, Cannes, todos esses lugares são muito conhecidos por seus vinhos. Então, com o passar dos anos, você meio que constrói pequenos níveis de conhecimento, e tivemos muita sorte em tentar muitas coisas boas. É por isso que ficamos entusiasmadas em criar um legado e uma marca própria.

FORBES: Existe algum lugar que ainda está na sua lista de desejos? Uma lista de vinhos, eu acho!

NINA: Já estive na África, mas gostaria de viajar para diferentes partes da África. Nova Zelândia e Austrália também.

JULIANNE:  Sim, a Nova Zelândia seria ótimo.

FORBES: Na hora de viajar, quais são suas dicas para escolher um vinho?

NINA: Um caro, provavelmente se alguém estiver pagando! Estou brincando, obviamente.

JULIANNE:  Eu tenho três truques diferentes. Eu olho primeiro o preço e vejo qual é o meu orçamento. O que eu quero gastar? Que tipo de comemoração estou experimentando? Quanto estou disposta a gastar? Portanto, há um ponto de preço. Depois, vou para o tipo de vinho. Então, eu acho, o que estou com vontade de fazer? Então, vou por região e penso, OK, o que vou comer no jantar? Eu vou comer italiano? Estou comendo picante? Eu continuo – qual é a experiência completa? Não estou me concentrando apenas no vidro em si. Eu penso, qual é a música, qual é a atmosfera, que comida estou comendo? Eu quero me sentir confortável e aquecido por dentro? Eu quero me sentir fresco e [sentir] as vibrações de St. Tropez? O que estou tentando realizar em meus sentimentos? Então, eu acho que é mais um sentimento por mim. Então, é claro, como eu disse, eu vejo a faixa de preço, vejo que tipo de comida estou comendo, e então o que eu quero sentir?

FORBES:  Nina, você tem alguma dica que gostaria de acrescentar?

NINA: Quer dizer, honestamente, se estou com Jules, ela apenas escolhe o vinho. Não, estou brincando. Para mim, em primeiro lugar é sempre o que estou comendo e que vinho combina melhor com isso? Também gosto de jogar roleta russa e vou perguntar ao garçom quais são suas recomendações. Eu gosto de perguntar, o que você recomenda? O que você acha? Gosto de experimentar coisas novas e mergulhar em qualquer experiência que embarquei. Portanto, se estou em um país e não estou familiarizado com o vinho, confio nos habitantes locais para me guiarem na direção certa para ter a experiência mais genuína e autêntica.

O Nina Dobrev Brasil é um site feito por fãs que não é afiliado e/ou mantém contato de alguma forma com a Nina, amigos, agentes ou alguém relacionado à seus projetos. Esse site foi feito apenas para postar notícias para pessoas que como nós, admira seu trabalho e seu jeito. O NDBR não tem nenhuma intenção de lucro. Caso pegue alguma tradução ou notícia exclusiva e reproduza em seu site, nos dê os devidos créditos.

© Nina Dobrev Brasil • Hospedado por Flaunt • Layout por Lannie D